-->

Montando o Rádio

Chegou a hora da diversão! Para começar, vamos ver se sua antena e terra estão funcionando através da montagem de um "rádio minimalista".


Para facilitar a nossa vida, vamos assumir que você montou sua antena e que agora tem um fio que está ligado a ela, pronto para ser ligado ao seu novo rádio. Vamos adotar para a antena o símbolo que está ao lado esquerdo. Para o fio terra, adotamos o símbolo que está do lado direito. Novos símbolos serão introduzidos à medida que avançamos na montagem.


Conecte um fone de cristal entre a antena e o fio terra. Você pode também tentar ligar uma das extremidades do fone de cristal à antena e segurar a outra extremidade com a sua mão. Com alguma sorte você poderá ouvir algum ruído e interferências.

Observação:
O fone de cristal talvez seja o componente mais difícil de se encontrar para esta montagem. Se você mora em São Paulo, vale a pena tentar ver se encontra na Santa Ifigênia - não deixe de me avisar e passar o telefone da loja se conseguir! Mande um e-Mail para cesar@brod.com.br.
Arrisque pedir ao balconista, alternativamente, pelos seguintes nomes:
cápsula de cristal, cápsula de microfone de cristal, fones de alta impedância (2.000 ohms ou mais). Alguns leitores relataram que conseguiram fazer o rádio funcionar com um tweeter piezoelétrico para som automotivo. Estes tweeters são facilmente encontrados em lojas de som para carros, mas pessoalmente, não testei.

GALENA

A não ser que você já soubesse o que é galena, deve estar se perguntando desde o começo deste texto o que vem a ser isto. Em TEORIA explicarei um pouco melhor, mas para matar sua curiosidade, galena é um óxido natural de chumbo em forma de cristal que tem propriedade semicondutora - esta propriedade é fundamental na detecção de ondas de rádio. O componente moderno que substituirá o cristal de galena em nossa montagem será o diodo de germânio (pode ser facilmente encontrado em lojas de componentes eletrônicos, qualquer tipo de diodo de germânio serve, já compre mais de um para as próximas experiências).

De posse de seu diodo de germânio (ele normalmente é parecido com os da foto ao lado), faça o seguinte: Ligue uma extremidade do diodo de germânio à antena, a outra a uma extremidade do fone de cristal. Ligue a extremidade que sobrou do fone de cristal ao fio terra (ou segure-a em sua mão). Observe o diagrama abaixo, note o símbolo usado para o diodo de germânio:


Você já deve ser capaz de ouvir uma ou mais estações de rádio ao mesmo tempo no fone de ouvido, não espere por nenhuma clareza ou volume, mas definitivamente, se sua antena e terra estão bem instalados alguma coisa você deve ouvir. A seguir vamos tratar da parte de sintonia de seu rádio.

Nota: Quando você for comprar o seu diodo de germânio, aproveite para pedir também algumas "garras jacaré". Normalmente elas são vendidas em conjuntos de 10 ou 12 e ajudam muito na montagem destas experiências. Mais adiante, quando montarmos o rádio completo, você talvez ache útil usá-las para as conexões com antena e terra.

O RÁDIO
Seu rádio irá se parecer com o da ilustração ao
lado. Vamos começar pela montagem da bobina (ou indutor) que será
a principal responsável pela sintonia das estações de rádio. Se você quer entender melhor como é feita a sintonia das estações, não deixe de ler a TEORIA.

Nota: Caso você tenha comprado as garras jacaré, utilize-as para fazer as conexões, assim você pode modificar o projeto mais facilmente.

BOBINA ou INDUTOR

Você vai precisar de um pedaço de tubo de PVC com 1,5 cm a 2,0 cm de diâmetro e entre 15 e 18 cm de comprimento. Um pedaço de cabo de vassoura de madeira ou plástico também serve. Para enrolar sua bobina, consiga fio esmaltado com número AWG entre 18 e 24 (diâmetros entre 1,0 a 0,5 mm) - lojas que trabalham com transformadores ou motores costumam vender sobras destes fios por peso, 100 gramas já são suficientes. Caso você tenha algum transformador ou motor velho, o fio esmaltado que está dentro do enrolamento pode ser aproveitado.

Deixe um espaço de mais ou menos um centímetro de cada lado do tubo ou pedaço do cabo de vassoura e comece a enrolar o fio. As voltas devem ficar bem próximas uma da outra, encostadas mesmo, e uma volta não pode passar por cima da outra. Caso você esteja usando o tubo, faça um ou dois furos para prender o fio antes de começar a enrolar e mais um ou dois furos para prender na outra extremidade (oriente-se pelo desenho do rádio acima). Se você está usando o cabo de vassoura, prenda o início e o fio do enrolamento com uma fita isolante. Deixe sobrar de cada lado entre oito e dez centímetros de fio.

Lixe o esmalte das extremidades do fio que sai do início e do fim da bobina. Experimente ligar a bobina em seu rádio conforme a ilustração abaixo (note o símbolo usado para a bobina).

Nota: Para esta montagem, o número de voltas de fio na bobina (espiras) não é crítico. Enrole o máximo que puder, lembrando de deixar o espaço recomendado nas extremidades, como explicado anteriormente.


O que você escuta agora no fone de ouvido?
Mudou alguma coisa?

SINTONIA

O tamanho da bobina está relacionado com a freqüência da estação de rádio que queremos ouvir. Você já deve ter ouvido termos como "ondas curtas", "ondas médias", "ondas longas", não? Em TEORIA vamos aprender mais sobre isto. Para mudar o tamanho da bobina vamos utilizar um truque muito simples. Observe o diagrama abaixo:

Note que agora o diodo de germânio não está preso a uma ponta ou outra da bobina, mas pode mover-se entre as suas extremidades. Como o fio que você usou na bobina é esmaltado, você precisa remover o esmalte de uma faixa horizontal dela para que possamos estabelecer o contato com cada uma das espiras (ou voltas). Pode parecer complicado mas não é. A maneira como eu faço isto é pegar uma lixa fina, e passar a bobina sobre a lixa, sempre na mesma posição - o esmalte deve sair e expor uma faixa de metal brilhante. Se você tem suas garras jacaré à mão, aproveite as experiências que você tem feito ao acompanhar o texto e faça mais esta:

- Pegue duas garras jacaré e prenda cada uma delas a uma extremidade de um fio de uns 10 cms.

- Seguindo o diagrama acima, prenda a bobina entre antena e terra.

- Prenda uma das extremidades do fone à terra e outra a uma das pontas do diodo de germânio. Prenda a outra extremidade do diodo a uma das garras jacaré que estão no fio que você montou acima. Com a outra garra jacaré vá percorrendo a parte que você lixou da bobina. Ouça e anote quantas estações você consegue sintonizar!

ACABAMENTO
Olhe novamente a figura ao lado. Note que para a sintonia montamos uma espécie de "cursor" metálico que encosta na parte da bobina que você lixou. Este cursor deve exercer uma certa pressão sobre a bobina para que o contato seja firme ao mesmo tempo em que se move com facilidade da esquerda para a direita. Qualquer haste de metal firme, mas ligeiramente flexível presta-se para este fim. Vou procurar colocar aqui algumas sugestões para a montagem deste cursor, junto com algumas fotos de alguns que montei, mas você também pode contribuir com sugestões.

Observação: Esta sugestão foi recebida do Professor Luiz Ferraz Netto, mantenedor do fantástico portal Feira de Ciências. Com a palavra, o Professor Luiz, ou Léo, como gosta de ser chamado - "Como a lâmina do cursor deve girar ao redor de um ponto (o eixo do cursor) -- descrever um arco -- e apoiar-se sobre a bobina (que é reta), essa lâmina deve ultrapassar a bobina no ponto central de contato e ter um rebaixo central ao longo de seu comprimento. Esse rebaixo tem comprimento que vai depender do raio de giro do cursor (quanto menor o raio, maior o rebaixo para manter contato com a trilha horizontal lixada na bobina)."

O diagrama abaixo é a rerpesentação final de nosso projeto. Note que a única diferença é o capacitor de .001uF (micro Farads), cuja função é dar um "curto" no sinal de alta freqüência da transmissora de rádio, que transporta o sinal de áudio que você está ouvindo no fone de cristal. Como o fone de cristal não consegue reproduzir esta alta freqüência mesmo, e você também não
seria capaz de ouví-la, este componente é opcional. Em muitos casos, o capacitor (veja a ilustração ao lado para ver como ele se parece) costuma dar mais eficiência ao circuito e colaborar para uma melhor sintonia. Experimente...


A base onde você vai montar seu rádio deve ser de plástico ou madeira. Os parafusos e porcas que você for usar devem ser metálicos e não devem estar enferrujados - oriente-se pelo desenho. Eu pessoalmente evito prender o diodo junto ao cursor metálico - prefiro colocar mais um parafuso e um fio ligando o cursor ao diodo para dar uma resistência maior aos componentes.

Que tal revisar agora a Lista de Componentes?

Ou siga navegando pelos demais artigos da seção Rádio Gagá:



Design: Dobro Comunicação. Desenvolvimento: Brod Tecnologia. Powered by Drupal